• Redação

Colóquio sobre as Instituições - Braudel Papers

O próximo encontro promovido pelo Instituto Braudel para leitura e discussão do livro

“Governabilidade: para entender a política brasileira” organizado por Humberto Dantas será no dia 07/12.


No dia 23/11 realizamos a leitura da publicação mais recente do Braudel Papers: “O enredo do medo" escrito por Norman Gall. Seguem os principais pontos discutidos no colóquio:


Fortalecimento das Instituições

Os brasileiros estão preocupados e não encontram um caminho para o futuro. “O enredo do medo” provoca questionamentos sobre o atual cenário político brasileiro e traz um panorama histórico do Brasil e dos países vizinhos da América Latina, que vivenciaram experiências semelhantes e hoje enfrentam desafios comuns.


O texto começa com uma provocação: se os cupinzeiros espalhados por todo território brasileiro se relacionam entre si e possuem uma organização própria, por que nós, humanos, não conseguimos tal proeza? Onde está a capacidade de organização biológica inteligente dos brasileiros?


Brumadinho, que sofreu com o desastre do rompimento das barragens da Vale, é citado como um exemplo de município que vive o impacto da falta de estrutura e da capacidade de reorganização.


A economia está superlotada de privilégios e faltam investimentos públicos. Além disso o artigo cita os casos de corrupção, como o da Lava Jato, que fazem com que a credibilidade na política brasileira caia ainda mais.


Decisão do STF

O texto também apresenta o recente caso da decisão do STF sobre prisão após segunda instância. Os participantes do Colóquio expressaram suas opiniões pessoais e pontuaram que a mídia não apresentou tecnicamente as origens e consequências dessa decisão. Eles reforçaram a importância do sistema jurídico brasileiro aplicar na prática o que já está escrito na Constituição.


A discussão também pautou a questão de que o STF é um órgão que não tem controle, já que é por si só um órgão moderador. A interpretação das leis de acordo com vontades próprias foi pontuada como uma preocupação que, inclusive, enfraquece as instituições.


Novas lideranças

O enredo do medo paralisa os brasileiros que estão com sede de mudança e de novas lideranças. O grupo discutiu que já existem novas lideranças nascendo no cenário político brasileiro, porém ainda falta um projeto comum.


Nesse momento de polarização, os cidadãos esperam por uma mudança extraordinária, mas ela não vai acontecer. Aos poucos, as novas gerações vão sentir os impactos das mudanças e para que eles sejam positivos é necessário começar desde já.


Os participantes comentaram que a desigualdade social intensifica a situação e que assim como o fenômeno de organização dos cupins, citado no início do texto, precisamos construir uma consciência mais grupal e menos individual.

O SITE
SIGA NOSSAS REDES
SE INSCREVA NA NOSSA NEWSLETTER