Luciana Coen 7.jpg

Luciana Coen é a nova presidente do Conselho Diretor do Instituto Braudel

Reportagem 30/05/2022

O Conselho Diretor do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial tem uma nova Presidente, Luciana Coen, eleita em abril deste ano. Luciana diretora de comunicação e CSR da SAP Brasil e será a primeira mulher a exercer a função.

 

No ano em que o Instituto completa 35 anos, esse é um marco importante para a história da instituição. “Venho para ajudar a fortalecer o Conselho como peça-chave na governança, continuando o trabalho de Inovação e fortalecimento que o Instituto Braudel tem desenvolvido. Com esta proposta, a diversidade é peça fundamental para novas ideias e projetos e uma boa decisão colegiada.”, diz Luciana.

 

A eleição de Luciana Coen - a convite de Norman Gall, diretor de pesquisa e fundador do Instituto Braudel - está alinhada com as mudanças que o Instituto Braudel vem realizando nos temas de sucessão, governança e planejamento estratégico para fortalecer sua atuação como um espaço de formação de lideranças e discussão de propostas para o Brasil. 

 

Luciana Coen tem mais de 20 anos de experiência em Gestão de Reputação, Comunicação Integrada, Marketing Digital e Comunicação, Mídias Sociais, Assuntos Corporativos, Responsabilidade Corporativa e Sustentabilidade, além de ser responsável pela estratégia de CSR na SAP, onde foi a fundadora e coordenadora do Comitê de Sustentabilidade por mais de 2 anos. Também atua como Conselheira da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) e foi premiada 2 vezes com o Prêmio em Relações com a Mídia (2014 e 2015), Executivo de Comunicação do Ano Aberje (2016) e Melhor Comunicação Corporativa Especial da Região e País Aberje (2017).

 

Além de Luciana, foram eleitos os novos membros do Conselho Diretor do Instituto Braudel: Maria Clara R. M. do Prato, Pedro Hércules, Cesar Mattos, Rita Depieri, Demi Getschko, Angélica Moreira de Souza, Douglas da Silva Cardoso, Profº Rogers da Silva Bezerra e Pedro Hirata. Os novos Conselheiros se juntam a Eduardo Bernini (vice-presidente), Geraldo Coen, Alexandre Linhares, Gui Mendes, José Vicente, Jussara Couto, Keila Cândido e Peter Knight que iniciam seu segundo mandato no Conselho.